FANDOM


Neste artigo ficarão apenas informações resumidas sobre esse período tão longo da história de Cuba. Os episódios longos desse período deverão ser descritos de forma resumida aqui, mas deverão ser criados artigos específicos sobre esses assuntos.

Fabiano Amorim - Administrador do site 13h09min de 11 de outubro de 2011 (UTC)

Período especial - Economia em crise após a dissolução da URSS Editar

Insira informações sobre isso

Grande aumento das fugas de cubanos para os EUA Editar

Insira informações sobre isso

Acordo migratório entre Cuba e os EUA Editar

Insira informações sobre isso

Operações das organizações Anti-castristas Editar

Insira informações sobre isso

Ataques terroristas sofridos por Cuba Editar

Insira informações sobre isso

Infiltração de agentes cubanos nas organizações anti-castristas Editar

Insira informações sobre isso


Primavera Negra de 2003 Editar

Ver artigo principal: Primavera Negra de Cuba

O episódio que ficou conhecido como a Primavera Negra de Cuba ocorreu a partir de uma série de 75 prisões de dissidentes cubanos durante a primavera de 2003.

Após a prisão dos dissidentes, foi criado o grupo conhecido como As damas de branco, composto pelas esposas dos 75 presos da primavera negra, liderados por Laura Pollán .

Os 75 dissidentes foram condenados a penas de até 28 anos de prisão, acusados de atentar contra a independência do Estado, conspirar com os EUA e enfraquecer os princípios da revolução. [1]

Os presos e seus familiares alegam que os mesmos não cometeram os crimes dos quais são acusados, tendo sido presos simplesmente por serem opositores do governo. Os EUA e a imprensa internacional considerou os 75 presos como sendo "presos políticos", já o governo cubano considerou os mesmos como sendo "presos comuns" e os chama de "mercenários a serviço dos EUA", acusando-os de serem financiados pelo governo americano para desestabilizar o governo local.

Reformas econômicas em Cuba Editar

Ver artigo principal: Reforma econômica do governo Raúl Castro

A partir de 2008, uma série de mudanças foram feitas na economia pelo governo cubano. Houve mudanças nas regras para compra de casas, carros, houve a legalização de um grande conjunto de profissões e foi tomada a decisão de demitir 500 mil funcionários públicos.

Libertação dos dissidentes presos na Primavera Negra - 2010/2011 Editar

Ver artigo principal: Libertação dos dissidentes da Primavera Negra

Em 2010, após um acordo feito com a igreja católica cubana e o governo espanhol, o governo do presidente Raúl Castro iniciou um processo de libertação dos dissidentes da primavera negra que ainda estavam presos. Em março de 2011 os últimos presos foram libertados. [2]


Principais acontecimentos de 2011 Editar

Aumento da imigração pelo mar

Conforme dados do Departamento de Segurança Nacional dos EUA, a Guarda Costeira interceptou 1 mil cubanos tentando chegar ao país pelo mar no último ano fiscal, em comparação com os 422 detidos no ano anterior.

Como revelou o jornal americano The Miami Herald, este é o primeiro aumento da imigração ilegal cubana pelo mar desde o ano fiscal de 2007. [3]


Primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo

No dia 13/08/2011, a transexual Wendy Iriepa casou-se com o ex-seminarista Ignácio Estrada em Cuba. Esse foi o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

A ideia do governo ao promover a diferenciada boda é mostrar ao mundo que a diversidade sexual é respeitada na ilha. A novidade faz parte de uma ação governamental para compensar os erros do passado, na qual o regime era claramente homofóbico. [4]


Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.